Ideias antigas

Fósseis, árvores, minorias, filhos e outras coisas fora de moda

Minha foto
Nome:

Apenas uma relíquia do Plioceno...

segunda-feira, janeiro 24, 2005

Pintou sojeira

TÁ CERTO que existe uma discussão sobre o quanto a soja realmente produz de, chamemos assi, desmatamento primário na Amazônia. As realidades de Mato Grosso e do Pará são bastante diferentes. Em alguns lugares, o grão ocupa pastagens abandonadas. Em outros, abre novas áreas de floresta.

O que não dá pra entender é o pesquisador do Ipea Gervásio Rezende DEFENDENDO o asfaltamento da Maggi Soybean Highway, também conhecida como BR-163, sob a alegação de que a estrada vai FACILITAR a fiscalização na Amazônia. É um raciocínio tão lógico quanto o do Grogue W. Bush de bombardear o Oriente Médio para espalhar a democracia.

Sugiro ao nobre economista que dê uma passadinha em Santarém. Olhe o porto da Cargill e a merda que é a cidade, com esgoto correndo a céu aberto na beira do Tapajós e diga, com sinceridade, que a soja está trazendo benefícios para a população. Depois, pegue uma Toyota e dê um giro pela 163. E olhe a quantidade de floresta desmatada e áreas já gradeadas para a soja do lado esquerdo da estrada, e o influxo de gaúchos em Santarém nos últimos dois anos, atraídos só pela PERSPECTIVA do asfaltamento.


6 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Marcelo, é verdade... a única coisa que eu vejo que a soja trouxe para Santarém foi aumento de porcaria... A cidade continua a mesma coisa de 15 anos atrás. Aliás, a não ser por aquele porto medonho e um bando de gente de Mato Grosso e Goiás que se deslocou pra lá.. A cidade continua aos passos de cágado velho... Péssimo!
abs
Florisbela

7:27 AM  
Anonymous Anônimo said...

Marcelo?! Meu nome é Paranthropus, com muito orgulho. Estou até me civilizando, uso menos palavras de baixo calão. Um dia chego a Homo.

12:34 PM  
Blogger Marcelo Leite said...

"Pintou sojeira" é um trocadilho genial - e olha que eu odeio trocadilho... Mas a BR-163 não é a estrada preferida do Maggi, e sim da concorrente Cargill.

12:36 PM  
Blogger Paranthropus said...

Claro... A Maggi já tem Itacoatiara.
Mas garanto que o Blairo não está nada triste com a perspectiva de asfaltamento.

6:48 AM  
Blogger Marcelo Leite said...

Para a região de Querência não serve, acho; dizem que ele está de olho mesmo é na pavimentação da BR-158, que passa ali do lado e levaria a uma estrada de ferro, acho que a Norte-Sul.

1:41 PM  
Anonymous Anônimo said...

Saibam os çábios que o Maggi tá interessado na hidrovia do Madeira agora. Sua artimanha para a 163 é se colar colou.

9:24 AM  

Postar um comentário

<< Home