Ideias antigas

Fósseis, árvores, minorias, filhos e outras coisas fora de moda

Minha foto
Nome:

Apenas uma relíquia do Plioceno...

segunda-feira, maio 16, 2005

Quem é o dono da verdade? Darwin, oras!

MEU RELATIVISTA cultural favorito, Marcelo Leite, chama atenção para um artigo na Slate sobre a polêmica revisão do currículo escolar do Kansas (um dos Estados americanos que definitivamente deveriam ser riscados do mapa) de modo a incluir a "teoria" do Design Inteligente, uma versão do bom (?) e velho literalismo bíblico que tenta se disfarçar de ciência.

O artigo sustenta que os criacionistas estão "evoluindo" e que, agora, em vez de gritar de Bíblia em punho que a Terra foi feita em seis dias, preferem dizer que existe uma "complexidade irredutível" na origem da vida que só seria compatível com um "designer inteligente" (______ escreva aqui o nome do seu candidato predileto), e que os evolucionistas estão vacilando ao deixar de debater vigorosamente com esses figuras.

Embora eu concorde com a premissa (acho, sim, que os biólogos precisam descer do salto e combater o criacionismo de frente _algo que, aliás, a Sociedade Brasileira de Genética começa a fazer, a julgar por nota no jornal O Globo neste domingo), acho que a concepção de ciência do autor do texto está fundamentalmente equivocada. Veja o que diz a Slate sobre o Design Inteligente, citando um IDevoto:

"Um proponente do ID reconhece que a teoria do ID pode ser falseada por novas evidências. O ID é como uma grande barraca sob a qual muitas teorias religiosas e não-religiosas sobre as origens podem encontrar um lar. O ID propõe simplesmente que a vida e sua diversidade foram o produto de uma inteligência com poder de manipular matéria e energia."

Pode ser que eu queime no fogo do inferno por causa disso, mas a frase acima se desmonta sozinha, dando TODA RAZÃO aos biólogos que chamam os IDevotos de neandertais. Diferentemente do que crê o articulista da Slate, o Design Inteligente NÃO PODE SER TESTADO cientificamente, porque não há evidência capaz de falsear sua proposta fundamental (ou seria "fundamentalista"?) de que a vida é produto "de uma inteligência com poder de manipular matéria e energia". Afinal, se _________(escreva aqui o nome do seu "Designer Inteligente" favorito) é mesmo capaz "de manipular matéria e energia", e se o fez em algum lugar do passado biológico da Terra, por que razão Ele tirou a mão da massa depois? Ou será que Ele intervém periodicamente quando a coisa aperta, tipo durante a Explosão Cambriana, há 445 milhões de anos, ou quando o Homo sapiens moderno surgiu, há 200 mil anos?

Claro, aí vem também a velha falácia da "censura": pobres de nós, proponentes do Design, que somos silenciados pelo "establishment" ateu-materialista-dono-da-verdade-cético-cientificista-reducionista-que-não-aceita-outras-verdades-e-ou-outras-ciências. Bullshit. Garanto que os editores da Science e da Nature adorariam dar uma capa para um estudo que provasse que ______ (escreva aqui o nome da sua Inteligência Superior islâmico-judaico-cristã favorita) existe.

Como isso não vai acontecer, que tal se deixarmos as aulas de biologia nas mãos de Darwin e as convicções religiosas sobre as origens nas dos padres e pastores aos domingos de manhã?

3 Comments:

Anonymous Simone Maldonado said...

Hi there, Parantrhopus! Sou paraibana, deísta, criacionista porém como sou espírita kardecista esse criacionismo é tbém evolutivo e evolucionista. Dá pra segurar essa?Antropóloga, 60 anos, propondo fazer amizade e trocar o que pudermos. Meu bloguezinho tá simples, mas eu jogo ali a fantasia, a brincadeira. passe lá. Gostei D+ DKI!!

7:43 AM  
Blogger Paranthropus said...

Fia,
Veja post acima. Acho que misturar essas duas bebidas é pedir pra ter uma baita ressaca.

7:23 PM  
Anonymous Anônimo said...

Relativista cultural é a parantropa que o pariu.

10:26 AM  

Postar um comentário

<< Home