Ideias antigas

Fósseis, árvores, minorias, filhos e outras coisas fora de moda

Minha foto
Nome:

Apenas uma relíquia do Plioceno...

sábado, abril 23, 2005

Infelis catvs

A CONVIVÊNCIA do homem com certos carnívoros produziu aberrações como a domesticação do gato. Pense bem: trata-se de um predador sem coração, uma máquina de matar cujos parentes mais próximos costumam comer a gente (lembro que os primeiros taxonomistas classificaram o puma no gênero Felis). Gato não ajuda você a caçar. Não protege você. E as pessoas levam esses bichos cruéis para casa e os mimam como se fossem cachorrinhos. Ou bebês.

Aliás, não conheço ninguém que tenha filhos E gatos. Curioso, né? Meus amigos solteirões convictos, no entanto, estão cercados desses pequenos predadores. Uma amiga americana conviveu com a gata durante 25 anos. A gata morreu de velhice. Ela está inconsolável. A Camila insiste em travar longas discussões com aquele gato cinza estressado, o Jazz. Pior, ela acha que ele entende. O Léo tinha dois: um deles era mais ou menos do tamanho de uma jaguatirica e nunca fez questão de ser simpático com os amigos do dono.

Alguém tem uma hipótese razoável para a domesticação desse bicho inútil?

1 Comments:

Blogger Central Desinformativa said...

Que domesticação?

10:12 AM  

Postar um comentário

<< Home